Porque eu uso Next.js?

21/06/2021

Hoje falaremos um pouco sobre o que eu penso sobre next.js e sobre o futuro da programação. Ao falar do futuro é bom saber que não existe uma opinião certa ou errada, os programadores estão no mesmo barco e qualquer opinião é baseada em especulações e pode (provavelmente vai) estar longe da verdade. Também tenham em mente que o foco será o desenvolvimento web para soluções que não sejam muito específicas e saim mid-tier

Logo next.js
Logo next.js

Indrodução

Se vocês acompanham meu blog a mais tempo provavelmente perceberam que eu gosto muito do next.js. Inclusive acompanhei o lançamento do next 11 com animação e fui um dos primeiros blogs a fazer conteúdo sobre tudo que vimos na conferência no meu artigo do dia 16/06.

Bem, existe uma razão para isso.

Quem me motivou foi um dos programadores que eu recomendei no artigo desenvolvedores que você deve seguir para melhorar e aprender (o meu favorito diga-se de passagem). filipe deschamps.

E a razão para isso foi sua série de vídeos: Precisamos Conversar Sobre o Futuro do Desenvolvimento Web


Agora, dado as devidas introduções, eu preciso acrescentar meu ponto de vista a minha experiência pessoal. Vou resumir o que é falado no vídeo do filipe, mas recomendam que ao terminarem esse artigo corram lá para saberem mais. O conteúdo é muito bom.



1 - A parceria com a google

Primeiramente, irei falar sobre alguns pontos que não aparecem no vídeo do Filipe, são tópicos que surgiram a pouco tempo e que me fazem acreditar que ele estava certo e que fiz bem em investir parte do meu tempo nessa tecnologia e framework.

A parceria com a google tem um significado muito grande, de acordo com a representante da google na conferência, a empresa percebeu que para melhorar a internet como um todo seria necessário que a gigante do mercado google ajudasse as frameworks. E a vercel, proprietária do next, é uma das pioneiras.

Isso não é apenas incrível no quesito técnico, mas também mostra seriedade da empresa.

2 - Algoritmos, patterns e regras de negócio

Um sistema deve ser independente da tecnologia, as tecnologias vão mudando ao longo do tempo e apesar de querer que o next dure para sempre, não acho que esse é o caso. As tecnologias vão e vem, a base é o mais importante do que a framework, ter a capacidade de abstrair o seu sistema em um nível de conseguir recriá-lo em outras tecnologias é essencial.

Dito isso, eu acredito que o que os vercel trouxe através de sua tecnologia e filosofia irá continuar e ditar o futuro do desenvolvimento web. Pois quando pensamos em web existem diversas camadas, dês do código front-end, back-end, até onde cada coisa deve ser armazenada, qual sistema operacional as coisas rodam, etc. Eu acredito que algumas responsabilidades podem ser atribuídas às tecnologias naqueles projetos que não são muito específicos e o next mostrou esse caminho e a experiência que tive até aqui foi muito boa.

3 - O que o Next configura em nome do programador?

  1. Criação de páginas estáticas ou dinâmicas
  2. SPA
  3. Server side rendering
  4. SEO
  5. Code-splitting
  6. Prefetching
  7. Fast reloading
  8. Deploy auto escalável
  9. CDN
  10. SSL grátis

4 - A experiência do programador

Com a vercel cuidando de toda a parte da infraestrutura de sua aplicação web, o programador fica com as "mãos livres" para focar seus esforços na aplicação e a sensação é ótima.

Além disso, poder ver de forma muito rápida e facilitada sua aplicação online e rodando em um ambiente igual ao de produção torna a experiência do desenvolvedor muito boa ao usar a framework.

Se esse artigo foi útil para você, considere se inscrever na nossa newslleter. Demora menos de um minuto e você vai ficar informado de artigos como esse e muito mais. Só precisamos do seu email: